domingo, 8 de junho de 2014

Florianópolis-SC - Meia de Floripa - 8/6/2014


A Meia Maratona de Floripa faz parte do Circuito sudamericano de 21k, juntamente com as provas nas cidades de São Paulo, Lima, Santiago e Buenos Aires.

A proposta do circuito são corridas rápidas e a propaganda dos 21 de Florianópolis é que os mesmos são planos e frios.
Frio eu até concordo.
Certo, nem tanto, já que largamos com temperatura de 18oC e durante todo o percurso os termômetros marcaram 21oC.

Mas de plana a prova está longe! Algumas subidas sim.
Logo nos primeiros kms enfrentamos a subida da ponte e depois vêm mais algumas, o que dificulta um pouco as coisas.
Porém o visual compensa tudo, apesar de a grande artista do dia 8 ter sido mesmo a chuva, que deu um jeitinho de começar a cair logo depois de dada a largada e continuou por todo o dia, atrapalhando a beleza do percurso e dificultando a vida dos corredores.

Aliás, a chuva atrapalhou a vida dos cearenses (que foram muitos!) que começaram a chegar já na 5ª. feira para conhecer a capital catarinense. Durante todo o fim de semana ela foi intermitente. Caindo fininha e sem dar trégua.

Eu só cheguei na ilha no sábado e fui direto pegar meu kit em um hotel de frente pro mar. O local estava tranqüilo e aproveitei pra conversar e tirar fotos com a turma da Limiar Assessoria que levou 50 atletas para a festa.


Tranquilidade na entrega do kit




Com a diretoria da Limiar,
Duda e Marina

O restante do sábado foi de descanso para no domingo acordar no escuro e feliz por não estar chovendo.




A arena da largada já estava movimentada e o encontro com amigos na escuridão da manhã foi bom para espantar o sono.




Alegria em encontrar as amigas

O sol nasceu tímido e logo depois da largada a chuva acabou com minha alegria e se instalou definitivamente.


Muita chuva à beira mar

A partir daí foi uma prova organizada, que para mim só pecou por uma má distribuição de água.



Na chegada foram mais fotos e pouco bate papo, pois o corpo molhado começou a se queixar do frio e  pedir um bom banho quente com roupas secas, então o jeito foi abdicar da festa de chegada e partir pro hotel.

Felizmente eu já tinha estado na cidade em 2009 com meus filhos, quando passeei um pouco e conheci o Beto Carrero, então a chuva não me atrapalhou “turisticamente” e meu objetivo, que era o de dar início oficialmente ao “Projeto: Conhecendo Correndo as Capitais do Brasil”, com minha 12ª. capital brasileira, foi devidamente cumprido.
Valeu, Floripa!!!




À caminho da largada, a escuridão e a ponte Hercílio Luz iluminada









Com Alessandra e Pádua



Sidney e eu nos preparando para a largada


Esse ainda empurrava duas figurinhas





















Depois da prova, com os quenianos do Ceará: Sidney, Lucílio e Giurdan



6 comentários:

Wilkie Martins disse...

Parabéns por mais essa e pelo início oficial do Projeto "Conhecendo Correndo as Capitais do Brasil". Valeu,corredora!

Anônimo disse...

Muito legal o post Lia Campos! Não é a toa que vc é uma corredora conhecida aqui e nesse mundão. Foi massa floripa. Avante Limiar Assessoria Esportiva Limitur rsrs e Correndo o mundo! :))
Marina

Anônimo disse...

De fato, essa Lia Campos nos estimula cada vez mais a correr e conhecer. Parabéns pelo projeto das capitais.

Observações muito bem relatadas Lia.

Obrigado pela força de sempre e boa sorte!

Limiar Consultoria Esportiva disse...

OPS! post anterior escrito por Eduardo Parente.

robersonsa disse...

Também estive lá ! Eu achei bem plana, exceto a ponte.

Lia Campos disse...

Pois é Robenson.
A prova é plana. Na Via Costeira. Mas tem essa subida da ponte e também a subidinha da alça do viaduto. Como é uma corrida de ida/volta, são no mínimo 4 subidas. O que não a faz TÃO plana a ponto de ser propagada como tal e comparada à Berlim.
Mas é uma excelente prova sim.
Lia