terça-feira, 5 de agosto de 2014

Porto Alegre-RS - Mizuno Half Marathon - 27/7/2014



A Mizuno tinha um circuito de provas de 10 milhas que neste ano de 2014 resolveu transformar em 21km, como a Asics.
  
Fã das provas da Asics, fiquei com muita vontade de participar também da Mizuno e a corrida de Porto Alegre foi perfeita para que eu cumprisse minha etapa naquela cidade do “Projeto Conhecendo Correndo as Capitais do Brasil”. Minha grande dúvida foi, claro, o frio, mas resolvi enfrentá-lo.

Não que eu nunca tenha estado em POA. Já. Há muitos anos, no casamento de um irmão e depois, como passagem para seguir para Gramado.

Aliás, Porto Alegre geralmente entra no roteiro das pessoas como uma “ligeira passagem” para seus vizinhos famosos da Serra Gaúcha.

Afinal... Fazer o que em Porto Alegre?
Pois foi aí que me enganei.

Eu não tinha muitas lembranças da cidade. Não lembrava da belíssima orla do Rio Guaíba (que na verdade aprendi ser um lago), não lembrava das inúmeras áreas verdes, da infinidade de parques que me deixaram com inveja, não lembrava do lindo pôr do sol, não recordava do movimento de final de tarde na Usina do Gasômetro, com as pessoas apreciando o rio, conversando, tomando chimarrão.

Juntamente com Juliana (amiga corredora que eu nem sabia que também estava indo correr a prova da MIzuno e com quem me encontrei na sala de embarque do aeroporto), fiz o tour do ônibus da linha de turismo, pela orla e centro histórico e deu pra ver um pouco mais a cidade.
Fiquei encantada com  Porto Alegre!


Passeio pelo Guaíba




Usina do Gasômetro



O famoso pôr de sol gaúcho


O povo foi um capítulo à parte. Não lembro de ter ido a outro lugar onde todas as pessoas locais com as quais tivesse contato fossem tão simpáticas, educadas, prestativas. Isso foi algo que muito chamou minha atenção.
"Até" em uma Delegacia de Polícia (onde fui registrar a perda de meu RG)  fui super bem tratada.


Movimento de final de tarde no Gasômetro


Quanto à prova, com certeza não fica nada a dever à Asics.

Com 1500 inscritos, uma arena bem montada para entrega dos kits, largada pontual, marcadores de ritmo, hidratação, isotônico e posto de gel, excelente balizamento do trânsito, tudo esteve perfeito e bem organizado. Até postos com esponja molhada tinha e por incrível que pareça, naquele frio teve quem as usasse! 








Percurso




O frio foi um capítulo à parte.
Largamos com 5oC! Muito frio, mas ao longo da prova foi dando uma esquentadinha. No final até foi bom pra mim pois, juntamente com o percurso plano, a temperatura baixa foi responsável pelo meu melhor tempo em meia maratona desde 2011.
















Depois da prova ainda tive um tempinho para conhecer o famoso Brique da Redenção, uma feira de antiguidades, artesanatos e uma infinidade de coisas que acontece todos os domingos e lota o espaço com famílias e seus inseparáveis chimarrões.


Brique da Redenção


O tempo foi curto, mas aconselho: quem for à Gramado/Canela, dê uma paradinha em Porto Alegre e curta a cidade e seu povo. Você não irá se arrepender
.
Próxima etapa: Goiânia.

Valeu POA!!!!!






Dicas:
- ônibus de turismo pela cidade: Linha de Turismo (http://www2.portoalegre.rs.gov.br/turismo/default.php?p_secao=269)
- passeio de barco pelo Guaíba: Cisne Branco (http://www.barcocisnebranco.com.br/branco/)
- hospedagem: Solar63 (http://solar63hostel.com.br/), um hostel muito bem localizado (na Cidade Velha, local de bares e restaurantes), excelentes instalações e funcionários nota 1000. Além dos dormitórios possui também uma suíte individual.



Mais fotos:


Eu e Juliana na entrega do kit

E morreeeendo de frio antes da largada....
















Porto


As curvas do Guaíba







Flagrante de um treino na orla do Guaíba




Pedalar pela orla até que seria uma boa


Mais um flagrante de treino entre o Guaíba e a Fundação Iberê Camargo


Mercado Público


Ervas pro chimarrão


Não podia faltar o "espeto corrido"


Gasômetro


À espera do pôr do sol no Gasômetro. Conversa e muito chimarrão


Homenagem à filha famosa,  Elis Regina, a eterna pimentinha


Vai um "quentão" aí? Vinho com cachaça e canela





De tudo um pouco no domingo de Brique da Redenção






4 comentários:

Anônimo disse...


Adorei o relato e as fotos estão lindas!
Marília

Anônimo disse...


Adorei o relato e as fotos estão lindas!
Marília

WILSON IMÓVEIS disse...

Que maravilhoso relaro... fktos magníficas!!!

Anônimo disse...

Arrasou Lia Campos!
Marina