terça-feira, 27 de setembro de 2016

Maraton de Punta del Este - Uruguai 18/09/2016



De acordo com o locutor da prova, dos 4 mil inscritos na  Maratona Internacional de Punta Del Este, 41% eram brasileiros, ou seja, mais de 1600 pessoas.
Se somar com os não corredores que estavam acompanhando amigos e familiares, dá pra ver a dimensão da festa verde/amarela no domingo, dia 18 de setembro.

O evento está na 9ª. edição e pelo visto, a presença brasileira tende a crescer no futuro, já que une excelente organização, clima frio, percurso plano, facilidade da viagem, bom roteiro turístico e língua “amigável” para “nosotros”.




Com opção de percursos de 42, 21, 10 e 5km, a maratona tem largada um pouco mais cedo (8 horas), enquanto que as demais provas largam às 8:15. 



O percurso é ida/volta, em sua maioria beirando a orla, que infelizmente não vemos, uma vez que em grande parte dela o mar fica escondido por trás de uma vegetação cerrada, restando aos corredores a visão das bonitas casas do famoso balneário uruguaio .

A largada dá-se ainda ao lado do Rio de La Plata para depois atingir a orla do oceano Atlântico. Os corredores passam ao lado do porto da cidade, em frente à famosa escultura da mão na areia e na ponte ondulada, pra mim a parte mais divertida hahah....


Olha a onda!!!
Mas se o começo da corrida foi divertido com o friozinho aceitável na faixa de 12oC, ao passarmos pela ponte ondulada e fazermos o retorno logo à frente, o vento, que até então tinha sido imperceptível, veio não forte, mas gélido! Sem luvas nem gorro por achar que não seriam necessários, confesso que a segunda metade da prova foi bastante sofrida e meu único pensamento passou a ser a visualização do guarda volumes na chegada, onde meu casaco me esperava.

Então pra mim, fora o frio, a prova foi excelente: boa distribuição de água, isotônico e frutas no km 14, trânsito bem organizado, medalha lindona.



E como nem tudo é corrida, a viagem vale no mínimo uns 3 dias para se conhecer Punta e Montevideu.
Para Punta, fomos de carro alugado e antes de chegarmos à cidade, parada obrigatória em Punta Ballena, local da famosa casa do artista Carlos Páez Vilaró, a Casapueblo. Além da casa, um visual lindíssimo e, para quem não sabe, a curiosidade de ter sido a inspiradora para Vinícius de Moraes compor a canção “A Casa”, originalmente “"Era uma casa muito engraçada, não tinha portas, não tinha nada, era uma casa de pororó, era a casa de Vilaró". 



Já Punta Del Este, que em 2008 foi eleita o balneário mais badalado da América do Sul, é uma cidade bem espalhada e o ideal é estar de carro para que se possa dar uma volta pelas praias, apesar do centro com a rua principal poder ser visto à pé.

A 150km de Punta fica a pequena capital uruguaia que revi na segunda feira depois da corrida, dessa vez com amigos, e incluí na visita dois pontos turísticos que não conhecia: o letreiro de Montevideo, com uma bela vista da cidade e o MAM, Mercado Agrícola de Montevideo, com várias opções de lanchonetes, restaurantes e tendas de produtos.
 

Letreiro de Montevideo, vista da cidade a partir da Rambla Charles de Gaulle

Para quem dispor de mais um dia, fica novamente a dica para conhecer Colônia Del Sacramento, a 180km da capital.
Tanto Montevideo quanto Colônia estão descritas no post: http://liaccampos.blogspot.com.br/2014/04/colonia-del-sacramento-e-montevideu.html

Mais uma meia maratona concluída e mais um passeio inesquecível com amigos muito queridos para guardar pra sempre na memória e no coração.

Valeu Uruguai!

Topa a trupe reunida na véspera da meia maratona



Dicas para quem vai:

Hotel em Punta: ficamos na verdade em uns apartamentos, Arena Del Mar Apartments. Muito bons, mas aconselho procurar um local mais próximo à largada.

Prova (http://www.maratondepuntadeleste.com.uy/wp/pt/ ): se você for friorento, leve umas luvas e um casaquinho corta vento. Eu sou muito friorenta, mas a reclamação do vento frio foi unânime.

Hotel em Montevideu: Hotel Orpheo Express. Excelente opção. Muito bem localizado para conhecer o centro da cidade e a poucas quadras das ramblas, para um passeio pela orla.

Mais fotos:

Punta Ballena

Casa Pueblo







Lanchonete no interior da Casa Pueblo




Do mirante, a casa de Vilaró ao fundo



Salão do Hotel Conrad na entrega de kits da prova







Brinde com a uruguaia Patrícia


Punta del Este




"La Mano"






Cada um com seus 21km a serem vencidos




Local da largada












Maratonistas largando


Meios maratonistas largando



Passando ao lado do porto


Pela "mão"


Um competidor argentino


Mansões de Punta




Tobogã pela ponte da onda



Músicos de candombe na chegada


Chegada registrada pela Soninha



Com Pascalle e Soninha
Montevideu

Vista noturna de Montevideu da minha janela do avião



Orla da cidade
 
MAM - Mercado Agrícola de Montevideo


Pra quem gosta de carne.... Prato cheio!


Tango na praça num final de tarde de domingo
 E aqui o vídeo do tango: https://www.youtube.com/watch?v=J34bQXlSVWk

Av 18 de Julio. Principal avenida de Montevideu


Por do sol e o Palácio Salvo




Plaza  Independência e Palácio Salvo


Parrilla no Mercado do Porto

Loja de canabis. Curiosidade a respeito da legalização no Uruguai

Estufa




Treino pelas ramblas

3 comentários:

Wilkie Martins disse...

Showzaço! Parabéns por mais uma meia, corredora!

Anônimo disse...

Vc como sempre é 10 no seu blog !!!!
Cris

Edivaldo Araujo disse...

Olá Lia, corri essa maratona ano passado. Realmente, a corrida e a cidade, são muito especiais, organização e a estrutura da prova sem defeitos, tudo funcionou muito bem. até o vento contra depois do km 32, sempre presente pra anunciar que está chegando o fim da prova. Não tem como não indicar essa corrida, e essa cidade... Punta é show!