segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

II Desafio das Pontes - 27/1/2013




Primeira prova do ano em Fortaleza. 

Não foi bem uma prova oficial, uma vez que a organização é feita por amigos que gostam de correr.

Ano passado não participei do Desafio das Pontes porque uma das exigências para os participantes era a de que o pace fosse de 6min/km. Como estava bem abaixo  da minha realidade para uma corrida de 24km, resolvi ficar de fora.

Este ano, como não foi feita  essa exigência, resolvi participar, mesmo com certo receio de ficar muito atrás do grupo, que eu sabia ser de muito corredor queniano.




Domingo, dia 27, acordei ainda no escuro. E no escuro fui ao ponto de encontro combinado com amigos.


A lua ainda se escondendo para dar lugar ao sol

De lá, partimos para a praça do Liceu do Ceará, onde já havia diversos corredores aguardando. 



Logo em seguida entramos nos ônibus que nos levaram para a largada: a ponte da Barra do Ceará.

Visual lindo àquela hora do dia!


Barra do Ceará



Encontro do Rio Ceará com o Mar

Na ponte já havia outro tanto de corredores. Todos muito animados. 





Olha quem tava lá!


Aquecimento, uma pequena explicação sobre a prova e largamos todos.


Largada


Destino: ponte do Rio Cocó, a 24 quilômetros dali.

A prova não tinha policiais da AMC . Pessoas de bicicleta iam fechando os cruzamentos e íamos seguindo sempre em frente.

No começo, ficamos em blocos. Depois, os mais rápidos foram se distanciando e os mais lentos (como eu) foram ficando para trás.


Av Leste Oeste - Barra do Ceará

Igrejinha de Santa Edwirges (Pedro Henriques/photografias)


Apesar disso, pelo menos pra mim, foi bastante tranqüilo e não tive problemas.


Registro do Djacir

Margeamos sempre o litoral de Fortaleza.
Na Praia de Iracema e Beira Mar, corremos no calçadão.
No Mucuripe, pegamos o asfalto para novamente entrarmos no calçadão da Praia do Futuro.
A essa hora, várias pessoas já chegando às barracas de praia espantavam-se com tantos corredores.
Eita vontade de já parar por ali e ir curtir a praia!


Pelo calçadão da Praia de Iracema

A largada ter sido marcada para as 6 horas (apesar de ter atrasado), foi uma excelente decisão.
Pra facilitar um pouco pra nós, felizmente o sol não estava muito forte.

Os postos de água estavam colocados a cada 3km. Água gelada.
Dois postos com isotônico.

Na chegada, na ponte do Rio Cocó, alguns reclamaram que não havia placa, faixa ou alguém avisando que a corrida  ainda não havia terminado e que era preciso dobrar à esquerda.
Quando eu cheguei, esse problema já havia sido solucionado, pois tinha um carro e uma pessoa nos alertando que tínhamos que correr um pouco mais pra chegada. Mais 280 metros!


Chegada. Ponte sobre o Rio Cocó

O Encontro do Rio Cocó e o Mar

Gostei da prova.
Percurso bom, bonito, plano, de mão única.


Chegada -
Pedro Henriques/photografias

Fortaleza é bastante carente de provas com percursos acima de 10km.
A Meia Maratona em abril é a única que existe. Até mesmo as 10 Milhas O Povo saíram do calendário em 2012.

Então, o Desafio das Pontes veio atender ao desejo de muitos corredores carentes de provas mais longas.
Tanto que as vagas esgotaram-se antes do tempo. Foram 170 inscritos.

Houve sim, pequenos problemas.
Fiquei preocupada, ao ir embora, de passar por alguns amigos ainda correndo, os últimos,  e não ver carro de apoio ou ambulância por perto.

Nada que não possa ser corrigido e melhorado pra prova ficar de vez no calendário da nossa cidade.



A organização fez sinalização de aumentar o percurso no próximo ano, no que foi aplaudida por todos os presentes.
Talvez a sonhada maratona....

Parabéns aos organizadores e que venha o III Desafio das Pontes em 2014.


Foto de Heraldo Viana


3 comentários:

Pedro Henriues/ph disse...

Parabéns pelo seu excelente relato.Pelo que vi, dando um apoio aos corredores, a futura Corrida ou Maratona das Pontes, pode ser considerada uma das mais belas do Brasil. Não contando com o apoio devido, inclusive das demais assessorias, foi um espetáculo! Da minha parte, como fotógrafo, fiquei muito contente!

Lia Campos disse...

É isso mesmo Pedro Henriques.
A prova tem tudo para crescer.
Vlw pelas fotos!
Lia

Anônimo disse...

Fico muito preocupada com suas saídas de madrugada. Fortaleza infelizmente é uma cidade muito violenta e o seu condomínio fica numa área muito isolada.
Muito cuidado, filha!