segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Golden Four Asics - Brasília - O Passeio

Chegamos em Brasília na manhã da 6ª. feira, dia 4 e o clima estava bem gostoso, por volta de 20ºC. Partimos direto pro hotel, que é muito bem localizado, no setor hoteleiro norte, entre o Shopping Brasília e o Shopping Conjunto Nacional.
Após nos instalarmos e almoçarmos, levei meus filhos, Bruno e Lara, para conhecerem a cidade em um city tour contratado no hotel. O roteiro foi o básico por Brasília: Memorial JK, Ponte JK, Palácio da Alvorada, Catedral, Praça dos 3 Poderes, Santuário Dom Bosco.


                  Praça dos Três Poderes com os Candangos


Apesar de estarmos cansados e do calor que àquela hora já estava grande, foi um passeio super proveitoso e instrutivo para os meninos, que aprenderam e viram “in loco” muitas coisas que já haviam estudado na escola.


                  Interior da Catedral. "Mangando" da mãe fotógrafa

                          Congresso Nacional

Com o final do passeio e após o jantar, fomos dormir exaustos.
No sábado pela manhã, começamos nosso dia no Congresso Nacional, onde existem visitas guiadas diárias pelas dependências da Câmara dos Deputados e Senado Federal. Eu já havia feito essa visita, mas fiz questão de levar meus filhos.

Desde o dia anterior, foi triste ouvir os comentários e piadas sempre depreciativas, vindas do guia e dos turistas, a respeito dos nossos políticos. Mas mais triste foi sentir isso vindo dos meus filhos. Sentir o desinteresse deles durante a visita ao Congresso, pelo fato de ali, como eles disseram, só haver ladrões e corruptos e esses nomes serem exatamente o sinônimo da classe política. Sentir que na visão deles nossos políticos não têm jeito, que o país não tem jeito e que não existe esperança. Apesar da minha própria crença ter desaparecido há alguns anos, senti-me mal em perceber que crianças e adolescentes da idade dos meus filhos têm uma opinião tão negativa a respeito de nossos políticos e, o pior, que não têm esperanças em uma mudança (se essa mudança depender dos políticos).


No Plenário da Câmara dos Deputados                                       

Do Congresso Nacional fomos para o Centro de Eventos Brasil 21, onde estava acontecendo a “expo” da meia maratona com a entrega do kit.



                             
                          
Chegamos por volta do meio dia, tinha muita gente e, apesar de terem pessoas da Asics nos orientando, as filas estavam bem confusas, pois eram lado a lado, sem placas indicativas e ficávamos sem saber direito qual fila ir primeiro, se a do chip ou a do kit (camisa, viseira e número de peito).  


   Filas na entrega dos kits

A fila pra recebermos o kit era longa, mas rápida. Após a entrega da camisa, quem quisesse podia colocar seu nome na mesma. Essa sim, era uma fila grande e demorada.




O espaço da expo era muito bom, com produtos da Asics à venda e pequenos boxes da gatorade, quacker, revista Runner’s e um local com o buffet  de massas oferecido aos inscritos (4 tipos de massas e  molhos para escolhermos, pão, fruta e suco)  com grandes mesões para fazermos a refeição. Na frente dos mesões, tinha um tablado armado onde aconteceriam debates sobre corrida.
Eu já sabia que haveria esses debates e, antecipadamente preveni os meninos que aquela seria minha hora. Eles teriam que ter paciência e “agüentar”, já que eu não queria perder nada. Pra minimizar o “sofrimento” dos dois, comprei um ticket de almoço pra cada (R$ 25,00) e, enquanto almoçávamos, assistimos ao 1º. debate cujo tema foi lesões em corredores.


  Almoço com debate


                          Interesse do Bruno....

O 2º. debate teve a participação de 3 dos nossos medalhistas de ouro do Pan de Gaudalajara: os maratonistas Solonei Rocha (pra quem não sabe, Solonei, um ex gari, tem uma história admirável de determinação, chegando ao ouro do Pan em apenas 2 anos de profisssional) e Adriana da Silva (Adriana é outra “raçuda”, que após passar por uma cirurgia nos 2 pés e sem saber se poderia voltar a treinar em nível competitivo, lutou, acreditou e conseguiu vencer), Reinaldo Colucci (triatlon), a corredora Michele Cristina e os triatletas Santiago Ascenço e Leandro Macedo. Esse debate foi sobre corrida e um pouco de triatlon, o treinamento, dicas etc.  O público participou com perguntas e foi bastante interessante. Tanto que o Bruno chegou a acordar e prestar atenção (incrível!).



    Santiago Ascenço, Reinaldo Colutti, Leandro Macedo, Solonei, Adriana e Michele

Após esse debate, eu ainda teria ficado mais um pouco, mas aí já era exigir demais da paciência dos meninos e fomos conhecer a Torre de TV, logo ao lado do Centro de Eventos, que tem uma linda vista de Brasília e uma feirinha de artesanato ao redor. Depois disso, foi jantar e dormir pra descansar para a prova.


                   Tudo pronto!


Hotel Monumental Bittar: http://www.hoteisbittar.com.br/hoteis/monumental/index.php

3 comentários:

Anônimo disse...

Que belo passeio, Lia! parabéns pela coragem e determinação. Telma

Blog do Wilkie disse...

Legal o teu cuidado em mostrar as coisas pros teus filhos. Mas qto à tua constatação "de que senti-me mal em perceber que crianças e adolescentes da idade dos meus filhos têm uma opinião tão negativa a respeito de nossos políticos e, o pior, que não têm esperanças em uma mudança (se essa mudança depender dos políticos)", acho que a sonhada mudança depende realmente dos políticos, mas, como a escolha desses políticos é feita por nós, então essa mudança depende mesmo é de nós.

Lia Campos disse...

Wilkie,

foi exatamente isso que disse a eles!
Mas não sei se adiantou muito...
Lia