domingo, 12 de março de 2017

Trinidad - Cuba (novembro/2016)



Os 80km que separam Cienfuegos de Trinidad (de Havana são 320km) foram percorridos por nós a bordo de um Ford 1950, nossa primeira experiência nos famosos carros antigos cubanos. O carro era bem conservado, confortável, com motor da Nissan, mas em uma das paradas na estrada, nos deu um susto, não querendo voltar a funcionar. Coisa prontamente resolvida pelo motorista, que com certeza, como todos por lá que são possuidores dessas relíquias, tinha seu lado mecânico.



Uma das primeiras colônias europeias na América, Trinidad foi fundada em 1514 e teve tempos áureos na época do ciclo da cana de açúcar.
Patrimônio da Humanidade, possui um centro histórico pequenininho com ruas de paralelepípedos, o que me fez lembrar muito as cidades coloniais de Minas Gerais, ou Parati, no Rio de Janeiro.


É roteiro praticamente obrigatório em todos os blogs que li e a fama do local foi sentida exatamente no momento que chegamos. Se em Havana a quantidade de turistas me assustou, em Trinidad, talvez por ser menor e mais concentrada, o vai e vem de levas de turistas é por vezes sufocante!
Tá certo que a cidade é bonitinha sim e também tem a grande atração das praias caribenhas bem pertinho, mas o “point” turístico talvez seja em si só a maior  atração. São bares, pizzarias e restaurantes para todos os gostos. Não digo pra todos os bolsos porque, como sempre nesses locais muito turísticos, o preço pesa no final...
Feirinha de artesanato pelas ruas, música e mais música, cerveja e mojitos não faltam. A cidade é uma festa.




Vídeo de um grupo tocando e cantando "Comandante Che Guevara" nas ruas de Trinidad: https://www.youtube.com/watch?v=HYKK7FVG9zE  


O litoral é próximo  e decidimos conhecê-lo, indo um dia à Playa Ancon.
O transporte usado foi um ônibus de linha comum (lotaaado de turistas, claro), que vai fazendo paradas nos vários resorts que existem ao longo do litoral.
Descemos na última parada do ônibus.
A praia tem águas transparentes, calmas, areia branca e, como era de se esperar, vários turistas, brancos como a areia, aproveitando o paraíso. À serviço desse público, pequenos quiosques com opções de drinques. Com certeza um programa perfeito para os estrangeiros que ali estavam tostando-se ao sol, porém nós, depois de caminharmos um pouco na areia, decidimos voltar pra cidade, que, pelo menos pra esses dois cearenses,  tinha mais atrativos naquele momento.

Playa Ancon


Quem for a Trinidad, também pode fazer passeios por plantações de cana-de-açúcar, como opção às praias e à cidade.
Enfim, um local com muitos atrativos que merece uma estadia de 2/3 dias no mínimo, para ser curtido com calma.


Dicas para quem vai:

Ida: de Cienfuegos para Trinidad fomos de taxi compartilhado e pagamos U$ 10 por pessoa. A volta para Havana, também de taxi compartilhado em uma viagem de 4 horas, custou U$ 30 por pessoa.
Hotel: ficamos na casa particular  Hostal Yanara Y Famby. Nos arredores da cidade, casa simples como as outras, mas também como as outras, com o conforto de ar condicionado, frigobar, chuveiro elétrico e a dona, Yanara super simpática e sempre disponível para nos ajudar com qualquer informação. Recomendo, não ser que você queira ficar mais no centro turístico da cidade.

Restaurante: Sol y Son. Apesar de não ficar na parte central da cidade é uma excelente opção. Comida muito boa, atendimento idem, música de primeira e local lindo. Uma casa colonial com móveis e objetos antigos muito bem conservados e cuidados

Ônibus para Playa Ancon : perguntar na pousada o horário de saída e o ponto do ônibus e chegue com antecedência para ficar na fila. A passagem é 4 CUCs e vale para a ida e a volta. 

Veja mais sobre CubaO que eu vi em Cuba em novembro de 2016 
                                                       Havana  
                                                      Cienfuegos


Fotos:

Tendas de lembrancinhas pelas ruas


Música, música, música








Escadaria da Casa de La Música . Principal "point" de Trinidad







Mais música...


Voltando da escola


Preparando a "Canchanchara", bebida à base de aguardente, mel e limão






No restaurante Sol y Son






Interior do Sol Y Son


Fila no mercado local


Playa Ancon


















Interior de um barzinho










Movimento noturno na escadaria da Casa de la Música

Nenhum comentário: